Dumatutu

Polpa de Juçara e frutas desidratadas

Luiza Sagrete e Leandro Simões

Mangaratiba – RJ

sitiodumatutu

dumatutu

Foto de perfil dos produtores
Logo do negócio
Olá, Meu nome é Luiza, meu companheiro é o Leandro e nossa filha é a Alice. Fazemos parte da Dumatutu, uma ideia que nasceu do encontro de muitas histórias. Hoje, cresce e ganha forma na Mata Atlântica do Rio de Janeiro e se integra à natureza que está em nós e à natureza de todas as coisas. Somos criadores de produtos originais que expressam nós mesmos e o lugar de onde viemos. Um dos principais pilares do nosso projeto é a preservação da palmeira juçara. ela é uma espécie chave na dinâmica florestal da mata atlântica. O seu fruto é consumido e disperso por diversos animais, incluindo cerca de 50 espécies de aves. Por muitos anos sofreu com o extrativismo predatório do seu palmito e hoje está na lista das espécies ameaçadas de extinção. Falar da palmeira juçara, seu consumo e preservação é urgente para a conservação da mata atlântica e consequentemente da sua fauna. Nós entramos na floresta e de peconha nos pés, subimos nas palmeiras e coletamos os frutos da Juçara. Após a despolpa, as sementes voltam para terra, garantindo a perpetuação da espécie e o início de um novo ciclo. A produção da nossa polpa mantém a palmeira em pé, incentiva o uso sustentável da planta e apresenta uma nova possibilidade para os produtores locais. Produzimos em pequena escala, cuidando de cada parte do processo. A desidratação foi a forma que encontramos de preservar os alimentos que a floresta nos dá. Nossas bananas são cultivadas em consórcio com a juçara; o caqui do nosso caquizal e as tantas outras frutas que, na maioria das vezes nascem espontaneamente na floresta, compõem nossos rolinhos. Nossos sabonetes são produzidos artesanalmente, em pequeníssima escala, com matérias primas naturais e locais, respeitando a sazonalidade de cada uma. Somos coletores e agricultores que respeitam o tempo da natureza e a sucessão de espécies. Trabalhamos em família, queremos levar produtos de verdade e fazer parte dessa conexão entre as pessoas da cidade e do campo.